Ao utilizar este website está a concordar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK
0 Produtos

As fibras sintéticas são um dos três tipos de fibras utilizadas na indústria têxtil. As outras duas são as fibras naturais e as artificiais. 

No caso específico das fibras sintéticas, estas diferem das restantes por não se encontrar na sua composição, qualquer vestígio de fibras naturais. 
 

Por outras palavras, as fibras sintéticas são criadas em ambiente de laboratório, exclusivamente por mãos humanas, a partir de determinadas substâncias químicas.

Estas substâncias são extraídas de matérias-primas tais como o carvão, o gás natural ou o petróleo e são o resultado de um extenso trabalho em investigação e desenvolvimento por parte de um sem-número de cientistas, ao longo das últimas décadas.

A este processo de extração de substâncias químicas chama-se síntese química. De uma forma muito resumida, os elementos extraídos são depois combinados com outros, através de um processo de polimerização.

Em seguida, tem lugar um processo de extrusão, no qual as fibras sintéticas são extraídas dos novos elementos polimerizados.

A procura pelas fibras sintéticas começou por ter lugar devido à necessidade de se encontrarem alternativas mais baratas e fáceis de produzir do que o trabalho realizado com as fibras naturais.

O desafio era, na medida do possível, simular e melhorar as características das fibras naturais, de modo a responder a uma crescente procura por parte de uma população mundial em exponencial crescimento.

As fibras sintéticas permitem a criação dos mais variados tipos de peças e materiais de uma forma mais rápida e a um custo mais baixo. As mais conhecidas do mercado têxtil são o poliéster, a poliamida (nylon) e o elastano (lycra).

Fibras Sintéticas

O que são fibras sintéticas?

As fibras sintéticas são um tipo de fibras utilizadas no mercado têxtil. São obtidas a partir de polímetros (macromoléculas compostas por unidades estruturais menores chamadas de monómetros).

Para a produção de diferentes fibras sintéticas são utilizados diferentes tipos de elementos químicos. Os mais comuns de se verem nestes processos são o hidróxido de sódio e o dissulfeto de carbono – derivado do petróleo, do gás natural ou do carvão.

Estas fibras são maioritariamente utilizadas na indústria têxtil e de decoração, para a produção de peças de vestuário ou para o lar. Contudo, estas podem também ser utilizadas noutro tipo de áreas, como é o caso do Nylon, utilizado no fabrico de redes e fios de pesca.

Ao longo de todo este processo, é também possível adicionarem-se outros químicos, de modo a melhorar a sua qualidade, dando origem a malhas circulares sintéticas mais macias ou resistentes.

 

Tipos de malhas circulares sintéticas

Os tipos de malhas circulares sintéticas que existem estão diretamente dependentes dos tipos de fibras sintéticas utilizadas para as conceber.

Assim, nos tipos de malhas circulares sintéticas podem incluir-se alguns tipos de fibras sintéticas disponíveis na ITJV, tais como o elastano, o lurex ou o rayon.

No entanto, a verdade é que uma grande fatia do mercado é composta por apenas três tipos de malhas circulares sintéticas: a malha circular de acrílico, a poliamida e o poliéster.

Aliás, o poliéster, sozinho, é responsável por cerca de 60% deste mercado.

 

Características das fibras sintéticas

As fibras sintéticas foram pensadas e desenhadas de raiz, tendo em conta a população que viria a servir e o estilo de vida de cada um que as utiliza.

Por isso mesmo, as malhas circulares tricotadas com este tipo de fibras tendem a ser muito mais resistentes do que as malhas circulares concebidas a partir de fibras naturais. 

Ou seja, as fibras sintéticas foram pensadas para suportarem os nossos dias, cada vez mais acelerados. São resistentes à água e às manchas e esticam-se para se adaptarem ao corpo ou para evitarem danos. São fáceis de lavar e secar, sendo igualmente resistentes ao efeito de rugas.

Além disso, por serem sintéticas, este tipo de fibras dura muito mais tempo do que as naturais, uma vez que estas não são biodegradáveis, por um lado, nem servem de alimento a insetos, como é o caso das traças, por outro.

 

Onde comprar fibras sintéticas?

As fibras sintéticas representam metade de toda a utilização mundial de fibras e são utilizadas nas mais variadas áreas e tecnologias.

As malhas circulares sintéticas permitem a criação de excelentes peças para utilização constante e diária, em todos os tipos de clima. Estão disponíveis na ITJV apenas através de solicitação de catálogo e validação de amostras.

Compete