Ao utilizar este website está a concordar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK

O conceito de algodão orgânico pode parecer um paradoxo, à primeira vista. Afinal, o algodoeiro é uma planta. Portanto, é orgânico logo à partida. 

A questão central em torno desta matéria-prima gira à volta dos métodos utilizados no seu cultivo. Além de ser um dos tipos de agricultura mais praticados em todo o mundo, o cultivo convencional do algodão está muito dependente da utilização intensiva de certos químicos e pesticidas.

O impacto na qualidade da água, do ar, do solo e até na saúde dos agricultores é imenso, nas zonas e terras nos quais é cultivado. Os pesticidas conseguem intrometer-se no decurso natural dos rios e arrasar o ambiente que os rodeiam, fauna e flora incluídos.

O cultivo do algodão orgânico visa pôr fim a um ciclo interminável, no qual os pesticidas são utilizados para controlar as pestes que, por sua vez, vão ganhando resistência aos seus efeitos, o que implica o desenvolvimento de novos pesticidas. 

Cada vez mais os consumidores procuram por produtos benéficos para si e para o ambiente. Este é um equilíbrio nobre, entre o consumo humano e a sustentabilidade do planeta. Razão principal pela qual cada vez mais empresas disponibilizam aos seus clientes opções ambientalmente responsáveis, como é o caso das malhas circulares tricotadas em algodão orgânico que encontra na ITJV.

O algodão orgânico é então um método de cultivo do algodão, em si mesmo.  Para ter a certeza de que é cultivado de forma orgânica e sustentável, procure por empresas que se encontram certificadas para o efeito por organizações reconhecidas e independentes.

O que é algodão orgânico?

O algodão orgânico é um tipo de algodão cujos métodos de cultivo e materiais utilizados para o efeito procuram ter o menor impacto possível no ambiente.

Neste cultivo, não são utilizados quaisquer tipos de pesticidas ou fertilizantes tóxicos, para lá daqueles que se encontram certificados por organizações independentes e competentes para o efeito. Isto permite que os sistemas de produção como os do algodão orgânico mantenham e restabeleçam a fertilidade do próprio solo, promovendo ainda uma agricultura biodiversificada.

Geralmente, a utilização de sementes de algodoeiro geneticamente modificadas é igualmente proibida. Os benefícios do seu cultivo são claros, nomeadamente ao que à sustentabilidade dizem respeito.

 

Benefícios do algodão orgânico

Em qualquer tipo de agricultura, a grande quantidade de químicos utilizados para o seu cultivo tem efeitos devastadores não só para a terra, como para os próprios agricultores, as suas famílias e comunidades.

O algodão orgânico é, por isso, benéfico em quase todas as frentes. A proibição do uso de químicos ou pesticidas melhora a saúde dos agricultores e ajuda a manter a qualidade do ar, da água e da terra ao seu redor, a níveis sustentáveis. Ao mesmo tempo, o solo ganha uma maior resiliência, podendo ser cultivada muito mais vezes.

Além disso, a utilização de métodos naturais para o cultivo de algodão orgânico permite também à terra que é utilizada capturar carbono e ajudar no combate às alterações climáticas.

E porque se encontram saudáveis, os solos utilizados podem também cumprir um papel fundamental em caso de cheias, ajudando a absorver grandes quantidades de água. É também muito comum os agricultores cultivarem o solo com outro tipo de alimentos, perto do mesmo no qual cultivam o algodão orgânico para fins comerciais.

Por este ser evidentemente mais saudável, também os alimentos ali cultivados o serão, podendo ser utilizados e ingeridos com segurança.  Deste modo, os agricultores são capazes de fornecer às suas famílias e comunidades mais alimentos de qualidade e, nalguns casos, mais uma forma de rendimento.

O algodão orgânico trabalha em linha com os ciclos da natureza, ajudando a manter um equilíbrio natural entre a fauna e a flora.

No entanto, por não ser geneticamente modificado nem utilizar pesticidas, é normal que este seja produzido em muito menores quantidades do que o aquele mais convencional. 

Por isso mesmo, alguns estudos indicam que, a longo prazo, a quantidade de água necessária por metro-quadrado para o seu cultivo seja maior do que a necessária para o algodão convencional.

 

Onde comprar algodão orgânico?

A grande procura por algodão orgânico vem dos produtores ou das marcas com responsabilidades ou preocupações sociais e ambientais, manifestadas igualmente por parte de uma cada vez maior fatia dos consumidores.

Na ITJV, fornecemos malhas circulares concebidas a partir de fibras naturais como o algodão orgânico, disponíveis apenas através de solicitação de catálogo e validação de amostras. 

 


Este artigo foi produzido e publicado em 2021

teste Apoios ITJV NA