Ao utilizar este website está a concordar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.

OK
0 Produtos

A lã merino é uma lã de excelente qualidade e versatilidade. É um tipo de fibra natural cuja origem se encontra nas ovelhas que lhe dão o seu nome: as ovelhas Merino. 

A suavidade ao toque e o isolamento térmico que proporciona são duas das suas principais características, maioritariamente utilizada em peças de luxo ou em vestuário de desporto de alto-desempenho.

A lã merino é capaz de resistir aos raios-UV e as suas propriedades inerentes ajudam também a repelir a água que nela possa cair, para além de absorver os odores do corpo.

Em conjunto com a sua delicadeza quando em contacto com a pele, esta é uma matéria-prima que apresenta um equilíbrio perfeito entre conforto, desempenho e estilo logo a partir do momento em que é vestida pela primeira vez.

O que é lã merino?

A lã merino é um tipo de fibras naturais de origem animal – a ovelha. É uma das fibras naturais mais antigas, cuja história remonta até ao Séc. XII. Foi por esta altura que esta raça de ovelhas primeiro apareceu, como contamos em seguida, ao contarmos a sua origem. 

Mesmo assim, desde então que a indústria da lã merino se tem vindo a desenvolver, até ao ponto de ser reconhecida mundialmente como uma lã de verdadeira excelência e requinte.

Todos os anos, são estas ovelhas as verdadeiras responsáveis pela produção da lã merino. Por se tratar de uma fibra natural de origem animal, este é também um tipo de matéria-prima sustentável e completamente renovável.

Origem da lã merino

Há milhares de anos que a lã é utilizada pelo ser-humano para a criação de peças de vestuário e outras.Os nossos antepassados utilizavam a pele inteira das ovelhas para se cobrirem e se protegerem contra o clima.

Foi assim até a História chegar à Babilónia. Numa das maiores civilizações do seu tempo, aqui se deu início à separação entre as ovelhas que seriam utilizadas para alimentar os cidadãos e as ovelhas que viriam a fornecer o material para os cobrir.

Alguns séculos depois, durante o império Romano, encontram-se sinais de um esforço para a reprodução seletiva destas ovelhas, de modo a ter acesso a uma matéria-prima de melhor qualidade. Já na Idade Média, a lã espalhou-se pela Europa, chegando a Espanha, no Séc. XII, onde encontramos, pela primeira vez, a ovelha merino. Há várias teorias sobre como chegou até aquele país. 

As duas primeiras teorias dizem que os rebanhos foram importados do norte de África, nomeadamente de Marrocos, e para ali levados. Com o tempo, foram-se misturando com outras raças de ovelhas e carneiros, resultando na ovelha da lã merino. No entanto, é a terceira teoria sobre a origem da lã merino que encontra mais apoio na ciência, incluindo em estudos genéticos e arqueológicos.

Esta é a teoria que afirma que a ovelha da lã merino foi criada em Espanha, desde sempre, embora hoje seja a consequência de várias combinações ou cruzamentos.

O resultado remonta à dedicação à reprodução seletiva que teve lugar durante o império Romano, mas também da importação dos rebanhos do norte de África e ainda daqueles que vieram de Inglaterra – momento em que a ovelha da lã merino aparece definitivamente, pela primeira vez na história.

Hoje, a raça de ovelhas da lã merino encontra-se um pouco por todo o mundo, maioritariamente em zonas montanhosas ou de grandes altitudes. 

Embora em todas estas áreas se produza lã merino, a verdade é que cada uma delas pode apresentar características ligeiramente diferentes umas das outras, uma vez que existem linhagens e variantes de ovelhas da lã merino, distintas da original espanhola.

Características da lã merino

As características da lã merino oferecem bastantes benefícios, a começar pela própria fibra natural.

As fibras da lã merino são extremamente finas. Três vezes mais finas que um cabelo humano. Tão finas que caem sobre o seu próprio peso. 

Por isso mesmo, as fibras da lã merino são extremamente macias. Por outras palavras, o que acontece é o seguinte. Por ser tão fina, quando as fibras da lã merino tocam na pele, estas dobram-se. O que nos toca é o corpo da fibra, em vez das suas pontas que, nalguns casos, podem causar irritações.

Além da sua constituição fina, estas fibras estão também um pouco afastadas umas das outras. Isto permite a criação de túneis capilares, por onde o ar entra ou sai. O resultado varia de época para época.

Quando está mais frio, a lã merino conserva o calor do corpo. Pelo contrário, quando o tempo se encontra mais quente, o ar consegue escapar, deixando os seus utilizadores mais frescos e secos. 

Ou seja, este é um tipo de malha circular que se adapta a qualquer tipo de temperatura. 

São estas caraterísticas que também a tornam num material antiodores e antibacteriano. E mesmo depois de várias utilizações, vai parecer como nova. Pronta a estrear.

Comprar a malha circular de lã merino 

A lã merino é um tipo de malha circular natural de excelente qualidade, luxo e versatilidade. É adaptável, resistente e muito fácil de manter.

Na ITJV, a lã merino está disponível apenas através de solicitação de catálogo e validação de amostras.

 


Este artigo foi produzido e publicado em 2021

Compete